segunda-feira, 4 de maio de 2015

Era uma "bez"... no Porto

Pois, como já vos disse, este fim-de-semana foi passado no Porto, cidade linda do Norte do nosso país. Já lá tinha estado, tinha eu uns 10 ou 11 anos mas não tinha grande recordações e as fotos era pouquinhas (naquela altura não havia cá máquinas digitais nem smartphones). Lembro-me de fazer um cruzeiro pelo Douro e daí tenho bastantes "flashes". Lembro-me que foi lindo de morrer, verde por todo o lado, vinhas por todo o lado...
Desta vez, explorei mesmo o Porto! Tudo num dia! Era para ser mais repartido mas o tempo não deixou outra alternativa senão esta. Sexta-feira chovia a potes, era impossível sair para onde quer que fosse e domingo idem idem, aspas aspas.
Palmilhei as ruas todas! Cima, baixo, baixo, cima... Old fashion, de mapa na mão.

Mas fiquei encantada! A simpatia das pessoas, a vista, as ruas estreitinhas, as varandas de ferro, o rio, as pessoas na rua a tocar...
Logo para começar, um passeio pela ribeirinha com a ponte D. Luís I como pano de fundo e a margem de Gaia espelhada na água. Montes de barraquinhas com pessoas simpáticas e artistas... Verdadeiros artistas. Vi um rapaz a esculpir um sabonete e fiquei parva! Não há dinheiro que pague aquele trabalho... Só visto! Esculpia, pétala por pétala, um sabonete da Dove.




Da ribeira para a ponte D.Luís I, que para mim é a mais bonita delas todas.





Sempre a subir, pelas Escadas do Codeçal com o rio pelas costas (cheguei lá acima sem fôlego). 



Por ruas e ruinhas lá fui dar ao Teatro Nacional de S.João.
E daí almocei uma francesinha. Foi a estreia, nunca tinha provado mas ir ao Porto e não comer uma francesinha parecia mal! Gostei, só achei o molho um bocadinho picante demais mas de resto, não me posso queixar. E porque os olhos também comem...


A minha irmã morria se não entrasse no Majestic. Era onde ela mais queria ir! "Oh mana, vá lá, a professora falou disso em história", "E ainda ninguém da minha turma foi", e "patatipatata". Lá acabei por ir com ela beber um cafezinho. Café esse que custou 3€. Se me perguntarem se valeu a pena: valeu! Muito! É um espaço completamente diferente de tudo, é como entrar noutra época. Gostei muito! Os empregados são todos super educados e simpáticos. Ah e fiquei na mesa em frente ao piano! A decoração, a estrutura original... Nada disso se paga!
Confesso que fui muito por ela mas também por mim. Aprecio bastante os espaços que zelam por manter uma certa nostalgia e proporcionar novas experiências a quem lá vai.




A seguir ao almoço, lá fomos "a penantes" à Estação de S.Bento onde aproveitei para comprar uns postaizinhos (meu vício).




Sempre a abrir, pela Avenida dos Aliados, por mais ruas e mais ruinhas, até à Torre dos Clérigos e logo a seguir à esquerda onde descemos. Encontrei um gato giríssmo, chamei-lhe o gato bêbedo:



E dessa rua, fomos até ao Miradouro com uma vista de cortar a respiração!



Descemos, descemos pela Rua da Vitória e por voltas e travessas lá demos com o Mercado Ferreira Borges. Daí fomos à casa do Infante D. Henrique onde, pasmem-se!, a entrada era grátis! 
Deixámos os Jardins do Palácio de Cristal para último, com muita pena minha mas era o que estava mais deslocado de todos. Acabei por não ver tanto como gostava mas os pés não aguentaram mais... Era isso ou mandava-me para o chão. É que ver tudo num dia faz mossa! Mas fiquei mesmo apaixonada! Estava tudo tão arranjadinho e tão bem cuidado que fiquei surpreendida. Há toda uma atmosfera difícil de explicar. É tudo tão bonito! E se estivesse sol era ainda mais. Já estou a imaginar a luz do sol a passar pelas folhas das árvores. E a entrada também era grátis, o que cá por Lisboa não é assim tão comum. Basta ir a Sintra e o jardim é pago, vamos a Belém e pago é, enfim... Percebo que tenham de fazer a manutenção mas se uns conseguem, porque é que os outros não?
Resumindo e concluindo, não vi metade mas o que vi valeu a pena. Sem dúvida que quero lá voltar! Palácio de Cristal, mi espera!






Temos ou não temos fotógrafa? Algumas tirei com à maquina, outras com o tablet porque a máquina ficou sem bateria, o telemóvel também ficou sem bateria... Uma alegria, portanto! Já tinha partilhado algumas pelo Instagram ontem (quem segue acompanha as novidades) mas outras estou a partilhar agora. E outras tantas ficam por partilhar... E há outros tantos lugares para ir. Fica para a próxima! Não se pode ver tudo de uma vez (bem que tentei).
E pronto, é isto! Se estão a pensar ir, aqui têm um pequeno guia dos sítios que valem a pena visitar. Ah e vão à Livraria Lello já que eu não consegui.
Um destes dias, vou deixar um pequeno vídeo sobre a viagem mas, para já, ficam com o post.
Beijinhos

Sem comentários:

Enviar um comentário

KEEP CALM & BE NICE!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...